quarta-feira, 31 de maio de 2017

Governo da Bahia destina mais R$ 70 milhões para agricultura familiar

O evento conta com a participação de 265 prefeitos e 200 agricultores familiares do semiárido baiano, movimentos sociais ligados ao setor, autoridades políticas e 33 entidades prestadoras de serviços de assistência técnica.


Presidente da FecBahia e Consisal – prefeito de Lamarão Dival Pinheiro, presidente da UPB e prefeito de Bom Jesus da Lapa Eures Ribeiro, vice-governador e secretário do Planejamento João Leão e secretário de Desenvolvimento Rural Jeronimo Rodrigues
Em evento realizado na União dos Municípios da Bahia (UPB), em Salvador, nesta quarta-feira (31), o governador Rui Costa assinou a adesão do Estado ao programa Garantia-Safra – que destina renda mínima para até 345 mil famílias que perderem a lavoura, assegurando mais de R$ 70 milhões para a agricultura familiar na Bahia, e anunciou novas ações do Bahia Mais Forte, programa estadual executado pela Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR).
Secretario Jeronimo Rodrigues explica como será aplicado os recursos
Tocador de áud0

Durante a solenidade, Rui Costa entregou o primeiro cartão seguro safra 2017/2018 à família do agricultor Dido Souza do município de Cansanção. O governador também entregou o primeiro título de terra ao agricultor José Ferreira Santana do município de Irará, emitido em parceria com os Consórcios Públicos. A ação faz parte do projeto Bahia Mais Forte, Terra Legal que tem o objetivo de ampliar a regularização fundiária nos municípios. A meta é promover o programa em 60 cidades até 2018.O evento teve participação de prefeitos, secretários e outras autoridades.
O presidente da Federação dos Consórcios Públicos da Bahia e do Consórcio de Desenvolvimento Sustentável do Território do Sisal, Dival Pinheiro, falou sobre a importância das parcerias celebradas entre os consórcios e o governo. “Os consórcios sabem das dificuldades de cada região em que estão inseridos, a parceria tem sido importante. Além da garantia safra, o governador entregou o primeiro título de terra no evento de hoje, a agilidade do consórcio na regularização fundiária tem provado que as ações chegam mais rápido e de forma mais econômica aos agricultores, o governador tem acreditado e apostado na parceria”, destacou.

Para Rui Costa, o Garantia-Safra “é importante porque significa recursos que entram nos municípios baianos para as famílias dos agricultores no caso de uma seca, como a que tivemos no último ano”. Além de garantir recurso para aqueles que perderam sua lavoura, o Governo do Estado também está dando as condições para os agricultores familiares que podem manter sua atividade agrícola.
“Apenas para citar dois exemplos, “até julho, 170 tratores agrícolas chegarão ao interior para ajudar a agricultura familiar na Bahia, e estamos comprando R$ 3 milhões em mudas de palma para alimentar os rebanhos dos produtores”, acrescentou Rui.
Além de licitar a aquisição de 10 milhões de mudas de palma forrageira, por meio do Projeto de Segurança Alimentar do Rebanho, o governador assinou o termo de cooperação entre a SDR e a Secretaria de Segurança Pública (SSP) para implantação da Ronda Maria da Penha Rural.
Outras ações completam o pacote de investimentos. Uma delas é a aquisição das mudas de palma forrageira, que proporciona reserva estratégica para alimentação do rebanho caprino, ovino e bovino de leite, principalmente em períodos de longas estiagens.


O evento conta com a participação de 265 prefeitos e 200 agricultores familiares do semiárido baiano, movimentos sociais ligados ao setor, autoridades políticas e 33 entidades prestadoras de serviços de assistência técnica.
Fonte: SECOM/BA

Nenhum comentário:

Postar um comentário