quarta-feira, 7 de junho de 2017

GREVE DOS VIGILANTES: NOVA RODADA DE NEGOCIAÇÕES



Foto: MPT-BA
Uma nova rodada de negociação entre os vigilantes e as empresas foi marcada para esta quarta-feira (7), na sede do Ministério Público da Bahia (MPT-BA), no Corredor da Vitória. Na reunião realizada na manhã desta terça-feira (6), foram discutidos alguns pontos da proposta de acordo coletivo. A nova reunião foi agendada a pedido das empresas e ocorrerá as 14h. Os trabalhadores pediam reajuste salarial de 7%, com reajuste do mesmo índice para as outras cláusulas do acordo. Após discussões, ficou proposto reajuste de 5,44%, que será avaliado pelo patronato. O sindicato patronal quer avaliar os impactos econômicos e jurídicos das propostas que foram apresentadas durante a reunião. Para o procurador do trabalho Luís Carneiro, que coordenou a mediação, “é necessário que os dois lados agora avaliem o que podem ceder, em que pontos é possível abrir mão para que seja efetivamente possível sair da reunião dessa quarta com um acordo costurado”. Um dos pontos que já há consenso é sobre a realização de horas extras que trabalham no regime de 12 horas por 36 de descanso. O sindicato patronal chegou a propor a mudança do regime de trabalho para jornadas diárias de 8h com limite de 44h por semana, o que permitiria a realização de até duas horas extras por dia. Essa mudança, se fechado o acordo, valeria para os novos contratos, respeitando-se a jornada prevista nos contratos já existentes, mas com a obrigação de migrar para o novo regime de trabalho em no máximo cinco anos.
BN

Nenhum comentário:

Postar um comentário