sábado, 22 de julho de 2017

Por conta da seca município de Uauá decreta situação de emergência



Em virtude da crise hídrica, nesta quinta-feira, (20), o município de Uauá, após viagem do gestor a Salvador, obteve através do decreto reconhecido oficialmente pela Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil (Sedec), do Ministério da Integração Nacional, informação de reconhecimento da situação de emergência decretada em decorrência da estiagem e consequente seca.

Para amenizar o sofrimento dos moradores da Zona Rural, o município de Uauá, é brigado a contratar carros pipa ou, ainda, contar com a ajuda do Exército Brasileiro na Operação Pipa, que não é o suficiente, segundo a Coordenadora da Defesa Civil de Uauá, Taíse Martins. Ainda segundo Taís, não chove por Uauá há mais de um ano. “Já faz esse tempo que não cai uma chuva suficiente para realizar a captação pra população”, explica.

Para piorar a situação, ontem, (20), o município decretou que o Prefeito de Uauá determinou a proibição da captação de água no Açude do Rodeadouro, em virtude da existência de fortes indícios de que o recurso hídrico disponível no referido manancial estaria impróprio para o consumo humano. O decreto com as proibições foi publicado na íntegra nesta quinta-feira (20), no Diário Oficial do município.

A Bahia já tem  212 municípios em situação de emergência decretada em decorrência da estiagem e consequente seca. São pouco mais de 4 milhões de pessoas atingidas com a situação.

Em nota enviada à imprensa, a Sedec explica que, para contar com o apoio financeiro do Governo Federal, a Prefeitura de Uauá deve apresentar um relatório com os danos causados pela seca e o Plano Detalhado de Resposta (PDR), por meio do Sistema Integrado de Informações sobre Desastres (S2ID). Após o envio, o material será analisado pela secretaria, e, se aprovado, o Ministério da Integração disponibilizará uma quantia baseada nesse estudo.

Além do município baiano, quem também sofre com a seca são os moradores de São Romão, em Minas Gerais. No caso das cidades de Piratuba e Pinhalzinho, em Santa Catarina, a situação é outra. Tem chovido em grande quantidade nesses dois locais.

Uaua.com.br Com

Nenhum comentário:

Postar um comentário