quinta-feira, 3 de agosto de 2017

Com resultado construído no primeiro tempo, Vitória vence a Ponte Preta em casa depois de 51 dias

O Vitória foi para a partida disposto a encerrar um jejum que incomodava muito no Brasileirão. Pior mandante da competição e sem vencer em casa há seis jogos, o Leão precisava superar a fase ruim

O Vitória finalmente voltou a vencer jogando em casa. O último triunfo rubro negro jogando no Barradão tinha sido também o único jogando em seus domínios diante do Atlético Mineiro no dia 11 de junho por 2 a 0 pela sexta rodada.
Na noite desta quarta-feira, 02,  a torcida voltou a sorrir depois de 51 dias ao vencer bem a Ponte Preta por 3 a 1, resultado praticamente construído no primeiro tempo quando marcou os três gols. A Ponte fez o gol de honra no inicio do segundo tempo.
O Jogo
O primeiro tempo foi marcado pelo domínio e eficiência do Vitória. Antes do primeiro minuto de jogo, os mandantes abriram o placar em finalização de cabeça de Tréllez dentro da área. Pouco mais de dez minutos depois, o Rubro-Negro ampliou o placar contando com escorregada de Rodrigo e finalização certeira de Neilton. Abatida e com dificuldade em penetrar na área do adversário, a Ponte só ameaçava em jogadas de bola parada e contando com falhas do goleiro Caíque. Gilson Kleina, então, decidiu tirar o volante Jadson e colocar o meia Renato Cajá em campo. A substituição não mudou o panorama da partida, e o Vitória ampliou. Aos 35 minutos, David arrancou pela esquerda e abriu ótimo passe para Tréllez fuzilar no gol e marcar mais um.
Segundo tempo
Se o Vitória abriu o placar no primeiro tempo antes do minuto inicial, a Ponte Preta não ficou atrás e fez o seu gol logo aos três minutos da etapa final. De muito longe, Elton arriscou o chute e marcou um golaço. Animada com o gol, a Macaca passou a dominar as ações e chegou com perigo com Danilo, em lance cara a cara com Caíque, e com Felipe Saraiva, após aproveitar contra-ataque puxado por Lucca. Do outro lado, os visitantes buscavam o contragolpe, tinham espaço, mas faziam escolhas erradas nas decisões das jogadas. A melhor oportunidade aconteceu aos 31 minutos, quando Tréllez tocou de cabeça para André Lima que, de carrinho, finalizou para defesa de Aranha. David também teve grande chance ao invadir a área os 40 minutos e chutar para fora.
Sal grosso no gramado do Barradão
O Vitória foi para a partida disposto a encerrar um jejum que incomodava muito no Brasileirão. Pior mandante da competição e sem vencer em casa há seis jogos, o Leão precisava superar a fase ruim para, enfim, comemorar um bom resultado com a sua torcida. E, para isso, apelou para tudo. Antes do início do jogo, funcionários do clube colocaram sal grosso entre as traves para espantar o mau olhado. Parece que a atitude deu certo.
O Vitória mostrou que está vivo na luta contra o rebaixamento. No segundo jogo sob o comando de Vagner Mancini. Com o resultado, o Vitória foi a 16 pontos e se manteve na penúltima posição do Campeonato Brasileiro, mas diminuiu a distância para o São Paulo, primeira equipe fora do Z-4, para três pontos. O time espera o desfecho da rodada para saber se mantém a distância. A Ponte Preta, por sua vez, caiu para a 13ª posição, com 21 pontos, e também aguarda o andamento das demais partidas.
Vitória e Ponte Preta encerram o primeiro turno do Campeonato Brasileiro no próximo domingo. Na Arena do Urubu, a equipe baiana enfrenta o Flamengo às 11h (horário de Brasília). Às 19h é a vez de a Macaca entrar em campo, desta vez para encarar o Vasco, no estádio Moisés Lucarelli.
Redação CN | Globoesporte

Nenhum comentário:

Postar um comentário